MDIC lança programa de exportação no Pará

Na manhã desta segunda-feira, 16/05, o Ministério de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) realizou a cerimônia de lançamento do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) em Belém (PA).  O plano oferece ao setor produtivo ferramentas de capacitação, consultoria, inteligência comercial, entre outras, para impulsionar a economia brasileira por meio da inserção de empresas no comércio internacional.

Durante o evento, foram anunciadas duas ações do PNCE para o estado do Pará: o Projeto Extensão Industrial Exportadora (PEIEX), que visa qualificar empresas para a exportação, e a Rodada de Negócios Brasil Trade, que gera às micro, pequenas e médias empresas oportunidades de comercializar seus produtos no mercado externo por meio de parcerias com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).


No Pará, o novo ciclo do PEIEX será executado pelo Parque de Ciência e Tecnologia Guamá. O programa contará com um monitor e três técnicos extensionistas que irão utilizar técnicas e métodos voltados à modernização e capacitação empresarial, por meio de inovações técnicas, gerenciais e tecnológicas, a fim de disseminar a cultura exportadora. "O principal objetivo é expandir a base exportadora do Estado, capacitando pequenos e médios empreendimentos para competir no mercado internacional. A execução do programa no âmbito do parque de ciência e tecnologia é estratégica porque fortalece o ambiente do empreendedorismo inovador no Estado", afirma Antônio Abelém, diretor presidente do PCT Guamá. 

Os serviços oferecidos pelo PEIEX às empresas são gratuitos. Além de capacitar os empresários, o programa fornece informações que sinalizam aos agentes econômicos os esforços de médio e longo prazos que se deve empreender no sentido de operar mudanças no padrão de competitividade da região atendida.  "O investimento previsto é de R$ 1 milhão e a expectativa é que o programa atenda, pelo menos, 146 novas empresas, diversificando desta forma os destinos e as origens da exportação paraense", afirma Adriana Rodrigues, coordenadora de competitividade da Apex Brasil.

Para garantir a execução do PNCE no Pará, foi formado um comitê gestor composto por instituições locais como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e de Pesca (Sedap), a Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), a Fundação de Agricultura e Agropecuária do Pará, o Sebrae Pará e o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá.  

Texto: Ascom PCT Guamá com informações da Apex Brasil